Conselhos Regionais de Sáude do Estado elaboram documento manisfestando preocupação com a segurança dos profissionais de saúde

IMG_1883
Presidente do Conselho Regional de Farmácia, Dr. Maykon Paiva (Esquerda) Presidente do Conselho Regional de Psicologia, Dr. Tasso Torres (Direita)

 

Os Conselhos Regionais de Psicologia, Farmácia, Fisioterapia, e Terapia Ocupacional, Enfermagem e Medicina com Jurisdição no estado do Tocantins, diante dos contexto de transmisão comunitária do coronavírus (Covid-19) declarado pelo Ministério da Saúde, considerando as finalidades destas autarquias federais de orientar e fiscalizar o exercício profissional de suas categorias, elaboraram um documento solicitando uma reunião com os Secretários de Saúde do Estado, Municipal de Palmas, Coordenador do Núcleo do Ministério de Saúde no Tocantins, e COSEMS- Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Estado.

No documento, os Conselhos ressaltaram que sejam adotadas e cumpridas as medidas necessárias para redução da transmissibilidade da COVID-19 no estado. O documento cita ainda, a preocupação dos Conselhos  em que sejam disponibilizados aos profissionais de saúde todos os equipamentos de proteção individual na conformidade de segurança da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, em conformidade com sua Nota Técnica de 30 de janeiro de 2020, atualizada em 21 de março de 2020, que dá orientações para serviços de saúde: Medidas de prevenção e controle que devem ser adotadas durante a assistência aos casos suspeitos ou confirmados de infecção pelo novo coronavírus (sars-cov-2).

A orientação dos representantes é que os profissionais precisam estar preparados para atender toda essa demanda de pacientes que é previsível que vá desde a unidade básica de saúde até as especializadas. Para o presidente do Conselho Regional de Farmácia do Tocantins, Dr. Maykon Paiva, com a elevação muito grande dos casos nos próximos dias, a preocupação é em relação aos profissionais, principalmente aqueles que vão estar na linha de frente no combate à pandemia é muito grande. Segundo ele, os profissionais da limpeza devem usar o mesmo EPI que médicos, enfermeiros, e farmacêuticos, para que possam acompanhar pacientes com o novo coronavírus.

Anúncios

portalaraguaiacom

Notícias sobre Ananás e toda sua região do Bico do Papagaio

Deixe uma resposta

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: