PF deflagra nova fase da operação Tiro no Pé II e investiga associação criminosa que adquiria armas de fogos com documentos falsos

A Polícia Federal realiza, nesta terça-feira (11), a operação Tiro no Pé II para investigar uma associação criminosa que teria usado documentos falsos com o objetivo de adquirir armas de fogo junto ao Núcleo de Controle de Armas da própria PF. Um dos alvos é uma loja, suspeita de realizar comércio irregular de arma de fogo.

whatsapp-image-2019-07-31-at-09.35.48
Polícia Federal cumpriu mandado de prisão na Operação Tiro no Pé, em julho do ano passado — Foto: Divulgação

Estão sendo cumpridos três mandados de busca e apreensão em Palmas. Ao todo, 15 policiais federais participam da ação. Essa operação é um desdobramento da Tiro no Pé, realizada em julho do ano passado.

 

Na época, foram cumpridos 19 mandados de busca e apreensão, além de um mandado de prisão preventiva. As investigações apontam que os suspeitos usavam documentos falsos para obter a permissão para adquirir armas de fogo no estado.

A Tiro no Pé II também conta com o apoio do Exército Brasileiro, responsável por autorizar e fiscalizar o comércio de armas.

 

Os investigados devem responder pelos crimes de falsidade ideológica, uso de documento particular falso, associação criminosa e comércio ilegal de arma de fogo, o último com pena de 6 a 12 anos de reclusão. (PortalG1/TO)

Anúncios

portalaraguaiacom

Notícias sobre Ananás e toda sua região do Bico do Papagaio

Deixe uma resposta

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: