IML identifica corpo de vítima de homicídio em Angico pela arcada dentária

Uma equipe de profissionais composta por peritos, médicos legista, e odontolegista, agentes de necretomia, agentes de polícia administrativos, através do Instituto Médico Legal (IML), identificaram o corpo de Gesivaldo Fernandes de Sousa.

De acordo com a Polícia Civil, o corpo foi encontrado no dia 22 de janeiro de 2019 no município de Angico, na região Norte do Estado, em avançado estado de putrefação tendo o IML não reconhecido a identidade do cadáver e a causa da morte.

Por se tratar de ossadas, os únicos métodos de identificação possíveis seriam através da Odontologia Legal, pela análise do crânio e arcadas dentárias, ou pelo exame comparativo genético. A diretora do IML, Georgina Ramos, disse que a perícia foi realizada mediante uma análise comparativa entre os prontuários clínicos odontológicos e fotografias realizadas em vida do susposto com dados obtidos após a realização dos exames das ossadas.

Este é o segundo caso analisado pelo IML da Capital e que só puderam ser feitos mediante método de odontologia legal. O procedimento de baixo custo, é realizado através de parcerias com profissionais de odontologia do Estado.

Anúncios

portalaraguaiacom

Notícias sobre Ananás e toda sua região do Bico do Papagaio

Deixe uma resposta

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: