Equipe técnica da Metrologia Estadual recebe capacitação em cronotacógrafo

Metrologia Estadual realiza capacitação para equipe

Fiscais, agentes metrológicos, coordenadores, servidores da área técnica, jurídica e presidência da Agência de Metrologia, Avaliação da Conformidade, Inovação e Tecnologia do Estado do Tocantins (AEM-TO) participaram de uma Capacitação em Cronotacógrafo. O curso, com duração de 8 horas aulas, foi realizado nesta segunda-feira, 07, na sede da Metrologia Estadual.

As aulas foram ministradas por instrutores da empresa Continental VDO, referência mundial na produção e instrução da mecânica com tacógrafos, líder no segmento.

Para o presidente da AEM, Rérison Castro, o curso foi uma excelente ferramenta de aprendizado e uma oportunidade de ampliar conhecimentos. “Nossa equipe está em constante atuação, aferindo instrumentos de medição e proporcionando cada vez mais confiança a sociedade, por meio de testes metrológicos. Com o curso, a fiscalização fica ainda mais completa e, consequentemente, proporciona mais segurança para o trânsito”, pontua o presidente.

Cronotacógrafo

Todos os veículos de que tem capacidade de transportar mais de dez pessoas – seja escolar ou de passageiros (vans e ônibus) – e os de carga (caminhões e carretas) são obrigados a ter um cronotacófrago (ou simplesmente tacógrafo) instalado e em perfeito funcionamento.

O equipamento é um instrumento de medir que armazena dados relacionados ao registro histórico de todos os limites de velocidade, distâncias percorridas, tempo de movimento e parada do veículo para descanso dos motoristas em um diagrama de papel ou fita, que deve ser trocado a cada 24 horas ou sete dias. O registro acontece de forma simultânea, inalterável e instantânea e armazena também os parâmetros relacionados ao condutor do veículo como o tempo de trabalho, tempo de parada e tempo de direção.

Um dos principais objetivos do equipamento é coibir os excessos de motoristas. Além disso, os dados registrados no instrumento também são objeto de análises em casos de acidentes, haja vista que o tacógrafo registra dados que podem ser relevantes no âmbito pericial para laudos e investigações policiais.

Capacitação técnica

A história do processo de criação do tacógrafo, pra que serve e como tornou-se um instrumento obrigatório foram temas abordados durante o curso. “O equipamento de medição surgiu no ano de 1958, com o intuito de atender uma demanda relacionada à rede ferroviária. Posteriormente, foi incorporado ao transporte rodoviário, em veículos destinados à cargas perigosas. Agora, atendendo à legislação Inmetro, é obrigatório em veículos destinados ao transporte de pessoas e cargas”, aponta o presidente da AEM, Rérison Castro.

Para verificar se o equipamento está em pleno funcionamento, periodicamente a equipe técnica da Agência de Metrologia, Avaliação da Conformidade, Inovação e Tecnologia do Estado do Tocantins (AEM-TO) realiza operações de fiscalização em cronotacógrafos visando assegurar que o equipamento está verificado, com certificado válido, lacre e selo de conformidade do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).

Anúncios

portalaraguaiacom

Notícias sobre Ananás e toda sua região do Bico do Papagaio

Deixe uma resposta

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: