TOCANTINS: PF deflagra operação para coibir venda de lotes que pertencem a União na área de proteção do aeroporto de Palmas

Quatro mandados de prisão temporária estão sendo cumpridos na manhã desta quarta-feira (14) durante uma operação da Polícia Federal em Palmas. A ação investiga venda irregular de lotes na área de proteção do aeroporto Aeroporto Brigadeiro Lysias Rodrigues. Quatro mandados de busca e apreensão também serão cumpridos. A operação foi chamada de Voo Seguro.

De acordo com a PF, a organização criminosa era chefiada pelo presidente e vice-presidente da Associação Parque Aeroporto. Eles seriam os responsáveis por promover, incentiva e financiar as ocupações ilegais de terras de propriedade da Infraero, mediante comercialização de lotes que não são donos. Os nomes não foram divulgados.

Cerca de 50 policiais federais participam da operação, que contou com apoio da Polícia Militar e do helicóptero do Centro Integrado de Operações Aéreas – CIOPAER.

Os mandados foram expedidos pelo juiz João Paulo Abe, da 4ª Vara Federal de Palmas.

A Polícia Federal informou que o grupo instalou cercas delimitando a área invadida e, desde então, vem fazendo o desmatamento ilegal da vegetação e provocando incêndios. Segundo a polícia, isso pode comprometer a segurança dos voos, dos moradores da região e dos próprios invasores.

foto-1.jpeg

Os suspeitos devem responder pelos crimes de associação criminosa, invasão de terras públicas, crimes ambientais e atentado contra a segurança de transporte aéreo. Se forem condenados, podem pegar até 19 anos de prisão.

Anúncios

portalaraguaiacom

Notícias sobre Ananás e toda sua região do Bico do Papagaio

Deixe uma resposta

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: