PROCURA-SE: Polícia Civil procura suspeito de homicídio e solicita informações à população

A Polícia Civil do Tocantins solicita da população do Estado a colaboração com informações do paradeiro de um homem suspeito de cometer dois homicídios, sendo o primeiro em Palmas, no ano de 2001, e o segundo em março passado, na zona rural de Paraíso do Tocantins, cuja vítima, Genésio Alves Araújo, foi morta com golpes de facão por Paulo Francisco de Jesus, também conhecido como “Paulo Piauí”. Qualquer informação sobre o paradeiro do indivíduo pode ser fornecida pelo número (63) 9 9263 1333, que também está habilitado para aplicativo de mensagem.

Qualquer informação sobre o paradeiro do indivíduo pode ser fornecida pelo número (63) 9 9263 1333, que também está habilitado para aplicativo de mensagem.

Segundo o delegado Eduardo de Menezes, responsável pelo caso, o homicídio teria ocorrido após uma discussão entre a vítima e Paulo Francisco de Jesus, que era funcionário de uma chácara. Na ocasião, a vítima teria ido à propriedade rural cobrar dívidas trabalhistas, mas fora informado que o proprietário não estava no local. A vítima então decidiu esperar pelo ex-patrão, sendo iniciada entre os dois e Paulo teria pego um facão.

Ao perceber a intenção do agressor, a vítima teria corrido. “Metros à frente do local de início da desavença, a vítima acabou se desequilibrando e caindo. Nesse momento, acabou sendo alcançado por Paulo, o qual, valendo-se do facão que portava, covardemente, desferiu vários golpes contra ela”, afirmou o delegado.

Ainda de acordo com o delegado, após o crime, Paulo teria se evadido da propriedade e não retornou nem mesmo para buscar seus pertences. Segundo o delegado, entre seus pertences fora encontrado apenas uma fotografia antiga que está sendo utilizada na procura do suspeito.

Investigações

Para o delegado, durante boa parte da investigação realizada, a fotografia encontrada naquele quarto e o apelido pelo qual era identificado (Paulo Piauí), eram as únicas informações existentes que poderiam individualizar o criminoso. “No mês de abril, no entanto, a DEIC realizou buscas em algumas propriedades rurais localizadas na cidade de Palmas, onde possivelmente o homem pudesse estar refugiado. Embora o investigado não tenha sido localizado, o material colhido na ação possibilitou qualificá-lo na íntegra”, informou.

Anúncios

portalaraguaiacom

Notícias sobre Ananás e toda sua região do Bico do Papagaio

Deixe uma resposta

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: