ANANÁS: Lavrador denunciou ex-secretário de saúde por criar empresa em seu nome

Em dezembro do ano passado, o lavrador de Ananás Leonardo da Silva Santos, 26 anos, tentou sacar o seguro-desemprego, mas teve o pedido barrado porque a atendente do SINE informou que havia uma empresa registrada em seu nome a Health Consulting – Apoio à Gestão de Saúde, criada em 2012.

A Polícia diz que Health fica no mesmo endereço da Max Service, empresa de fachada no esquema da “farra das emendas” e é usada para dar emprego aos diretores do instituto suspeito de desviar R$ 15 milhões.

BOLETIM DE OCORRENCA.png

Impedido de sacar o benefício, ele procurou o delegado Rodrigo Saud Anturiano no dia 12 de dezembro e entregou: quem abriu a empresa era o ex-secretário de saúde de Ananás, o farmacêutico Iuri Vieira Aguiar, 37 anos

319963_213228878741368_491619569_n.jpg
Iuri Aguiar – Reprodução

Interrogado nesse inquérito, Iuri confirmou ao delegado Rodrigo que abriu a empresa em sociedade com o lavrador. No contrato social, Iuri tinha 99% do capital de R$ 20 mil (R$ 19.800) e Leonardo Santos 1% (R$ 200). Em 2016, segundo Iuri, Leonardo pediu para sair da sociedade.

Segundo o farmacêutico, o pedido foi negado porque havia contratos a serem cumpridos.
Iuri também disse quem em 2018 procurou um contador para tirar o nome de Leonardo, mas “acabou cometendo um erro” e tirou o próprio nome e não o do lavrador e que havia procurado o contador para solucionar. A história do erro foi confirmada pelo contador André Maia, que atribuiu a troca equivocada para uma funcionária que ele disse não saber mais o paradeiro.

 

Sem título.png

No inquérito consta procuração do dia 11 de dezembro de Leonardo autorizando Iuri o retirasse da sociedade.

Caso arquivado

Em abril desse ano, o juiz Marcelo Eliseu Rostirolla, pela 1ª Escrivania Criminal de Ananás, arquivou o processo que pode ser conferido aqui
(https://consultaeproc.tjto.jus.br/eprocV2_prod_1grau/externo_controlador.php?
acao=processo_seleciona_publica&acao_origem=processo_consulta_publica&acao_retorno=processo_consulta_publica&num_processo=000048381

 

IURY.png

Health em ação de improbidade
Em 2018, a Health Consulting apareceu entre os alvos de uma ação de improbidade do promotor de Justiça Paulo Alexandre Rodrigues de Siqueira, suspeita de participar de um esquema que teria desviado R$ 11 milhões da Prefeitura de Nova Olinda.

Segundo o promotor, ao analisar a execução dos orçamentária-financeira da prefeitura entre 2013 e 2016 a Health recebeu R$ 317.300,00 para serviços de consultoria em preços suspeitos de superfaturamento. Na ação, o promotor afirma que o endereço físico da empresa jamais fora confirmado. O prefeito da cidade chegou a ser afastado liminarmente nessa ação e a Health Consulting e Iuri Vieira Aguiar tiveram 30% do suposto dano bloqueado pela justiça, em torno de R$ 95.190 mil.

Cobrança
Além dessa ação de improbidade e do inquérito do sócio Leonardo, Iuri Aguiar aparece representando a Health em mais uma ação, dessa vez de cobrança (https://consultaeproc.tjto.jus.br/eprocV2_prod_1grau/externo_controlador.php?
acao=processo_seleciona_publica&acao_origem=processo_consulta_publica&acao_retorno=processo_consulta_publica&num_processo=000624511

Reencontro
A história da Health, de Leonardo Santos e Iuri Aguiar veio à tona nos bastidores da Justiça com a deflagração da ONGs de Papel, que teve a primeira fase dia 1º focada no Instituto Prosperar (Ipros) no qual Aguiar aparece como diretor. (Com informações do JTO e Voz do Bico)

Anúncios

portalaraguaiacom

Notícias sobre Ananás e toda sua região do Bico do Papagaio

Deixe uma resposta

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: