ARAGUAÍNA: Médico que usou arma de brinquedo para ameaçar professora, pode ficar 4 anos preso

O médico Maurício Teixeira Martins da Costa Filho, de 39 anos, que foi detido no dia 1º deste mês após ameaçar uma professora com um fuzil de brinquedo em Araguaína, pode pegar até quatro anos de prisão. Segundo o delegado Luiz Gonzaga, o profissional foi indiciado pelos crimes de injúria, ameaça, falsa identidade, maus tratos contra animais e perturbação do trabalho alheio.

No dia do crime, a professora estava com alunos de Direito de uma faculdade particular, no Núcleo de Práticas Jurídicas, que fica ao lado da casa do médico. Ela, então, foi até a residência de Maurício para pedir que ele abaixasse o volume do som, já que o barulho estava atrapalhando as aulas.

Segundo a Polícia Civil, a professora foi recebida com ameaças. O médico se identificou como promotor de Justiça e a ameaçou com um fuzil de brinquedo.

Além disso, conforme as investigações, Maurício ofendeu e ameaçou o advogado da professora, que a acompanhava no local. No dia do crime, ele foi detido, mas pagou fiança de R$ 7 mil para responder ao processo em liberdade.

 A polícia apurou que a arma era de chumbinho e que o médico a utilizava para matar pombos. Um dia antes do fato, uma funcionária da faculdade particular encontrou um saco plástico com cinco pombos mortos.

O delegado informou que os Conselhos Regional e Federal de Medicina foram informados do caso para que apurem, no âmbito disciplinar, possível infração às diretrizes ética e administrativa da atividade médica. O caso foi encaminhado ao Poder Judiciário e o Ministério Público Estadual pode oferecer denúncia contra Maurício. (Com informações do G1)

Anúncios

portalaraguaiacom

Notícias sobre Ananás e toda sua região do Bico do Papagaio

Deixe uma resposta

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: