ECONOMIA: Em destaque Araguaína é uma das melhores cidades do Brasil para fazer negócios

O Município de Araguaína aparece pela primeira vez no Ranking Nacional das Cidades para Fazer Negócios, estudo produzido anualmente pela Urban Systems para a Revista Exame. Na 81ª posição, Araguaína se destaca entre 310 municípios com mais de 100 mil habitantes na categoria Desenvolvimento Econômico. A cidade ficou à frente de capitais como Recife (82ª), Salvador (90ª) e Manaus (91ª).

O estudo foca em regiões do País com maior oportunidade de crescimento e avalia as cidades mais atrativas para o desenvolvimento de negócios, considerando condições e infraestrutura disponíveis. O secretário municipal da Administração, Wagner Rodrigues, acredita que a cidade avançou muito nos últimos anos.

“Houve um crescimento e desenvolvimento considerável e visível à população. Podemos citar o Programa Investe Araguaína, a vinda de empresas de renome nacional, a implantação de novos cursos universitários, além de uma cidade com mais planejamento e obras de infraestrutura, o que atrai mais investidores”, mencionou Rodrigues.

asfalto-araguaina-to

 

Melhores áreas para investimento
A 5ª edição do Ranking das Melhores Cidades para Fazer Negócios foi calculada através da metodologia de análise estatística chamada IQM® (Índice de Qualidade Mercadológica). O objetivo é indicar as melhores áreas potenciais, avaliando as cidades mais atrativas para o desenvolvimento de negócios para investimentos. O índice ainda serve como parâmetro para a qualificação de um determinado mercado, sintetizando variedade de informações populacionais, comerciais, urbanísticas, econômicas e infraestruturais.

Os 310 municípios analisados no ranking representam 70,4% do PIB Brasileiro, 62,1% das empresas, 72,6% dos empregos formais e 56,5% da população brasileira.

Desenvolvimento econômico
Araguaína ganhou destaque no Ranking de Desenvolvimento Econômico com 7,508 de IQM®. Apenas 1,443 ponto atrás da cidade de Barueri, em São Paulo, a mais bem colocada com 8,951 de índice.  O ranking apontou o recorte econômico e financeiro do estudo principal, acrescido de informações de comércio exterior (importação e exportação), diversidade econômica e também empreendedorismo.

Entre os índices analisados estão crescimento do PIB Industrial, Agrícola, Serviços e per Capta, além dos saldos de empregos em serviços e indústria. Foram analisados ainda o crescimento das empresas e de microempresas, importações e exportações e também a dívida consolidada, diversidade econômica e o Índice Firjan de Gestão Fiscal. O estudo completo pode ser acessado pelo link https://goo.gl/AuUCsb

Gestão de Excelência
Em 2016, Araguaína conquistou gestão de excelência no Índice Firjan de Gestão Fiscal‏. A cidade se destacou como segundo município tocantinense com gestão fiscal eficiente no ranking. A pontuação geral foi obtida a partir da avaliação de cinco indicadores: receita própria, gastos com pessoal, investimentos, liquidez e custo da dívida.

Anúncios

portalaraguaiacom

Notícias sobre Ananás e toda sua região do Bico do Papagaio

Deixe uma resposta

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: